Para ler num Sprint! Um livro chamado Invasão de Campo, mas poderia ser chamado de a Guerra dos Tênis.

Adi Dassler (ADI+DAS) e seu irmão Rudolf (ops! seu inimigo). E nasce a Puma. A Umbro é rainha do futebol. A ASICS é fabrica da Nike no Japão e para a sorte do Phil Knight, ninguém dá bola para o Swoosh. E assim caminha a humanidade.

Quando os dois irmãos, Adi e Rudi Dassler, fabricam os primeiros pares de Adidas, pode parecer apenas o início da história de uma marca, mas não é. É a nascente de toda a indústria mundial dos tênis que inicia o seu fluxo.

Eles viram inimigos e a nasce a Puma. Traição. Nazismo. Drama digno de estatueta do Oscar.

Um dos símbolos de marca mais poderosos de todos os tempos, as três listras, nasce para resolver um problema.

A seleção alemã de futebol ganha o mundo levando seu “sapateiro” junto.

Os atletas amadores, pela primeira vez, recebem para calçar Adidas ou Puma. E é dada a largada para a disputa das marcas pelos melhores esportistas. Culpa do Adi. E culpa do Rudi também.

Os filhos viram empresários. Reuniões-jantar em 3 turnos, tudo no castelo da Adidas na França.

A Copa do Mundo vira um evento midiático em que patrocínios fazem da FIFA a entidade esportiva mais poderosa do mundo.

A Nike surge, os representantes norte-americanos da Adidas avisam, os alemães duvidam quem alguém poderia chegar aos seus pés.

São essas e muitas outras histórias de uma só jornada.

A que nos calça até hoje.

E que mudou os negócios esportivos para sempre.

Culpa do Adi e do Rudi.

 

Capa do livro:

Juliano B. Hennemann

Diretor executivo

O Juliano acredita na coragem de fazer o incomum. Prova disso? Ele fundou a SPR com apenas 22 anos. E desde então tem incentivado a criatividade que diferencia a maneira de marcas se posicionarem de maneira única e especial. Hoje, ele é diretor-executivo da SPR e está à frente do relacionamento com o mercado.

Mais sobre a SPR

TRABALHOS

CLIENTES

PALESTRAS

BLOG