E se eu dissesse que o emprego que você tem, o salário que você ganha, o seu cônjuge e tudo o que mais foi decidido por você em alguns poucos momentos cruciais da sua vida são tão importantes que podem ser chamados de “pontos de inflexão”? Eles realmente possuem o poder de mudar completamente o roteiro de sua vida.

Talvez seja difícil explicar esse conceito sem alguns exemplos. Durante todo o meu ensino médio, eu fiz cursos técnicos e profissionalizantes na área de elétrica e eletrônica, logo parecia fazer sentido fazer uma faculdade nessa área. Decidi, então, cursar física. Foi um terror. Um semestre foi o suficiente para me afastar do curso. Por acaso, na Unisinos, o bloco da comunicação era ao lado das salas de física, e eu tinha um amigo que estava cursando publicidade. Não precisou de muito para ele me convencer a mudar complemente de área. Quando eu tomei essa decisão, o roteiro da minha vida acabou mudando em 180 graus. Você pode também me perguntar se eu me arrependo de ter feito aquele semestre de física, e eu irei responder que faria tudo de novo. Se eu não tivesse cursado aquele semestre de física, nas aulas de Cálculo I às quartas de noite, eu não teria conhecido minha namorada, que está comigo há 10 anos. De certa forma, aquele semestre também gerou inflexões em outros aspectos da minha vida. Nesse caso, relatei apenas duas decisões que praticamente moldaram o que eu sou hoje.

Pensando na SPR, imagine se o Juliano, aos 20 e poucos anos, resolvesse que o que ele queria mesmo era fazer carreira em alguma grande agência de Porto Alegre, em vez de tentar empreender e montar sua própria agência. Imagine se o Juliano e o Gustavo não se cruzassem sem querer lá por Gramado em algum momento, e esse encontro não culminasse mais tarde com um convite de sociedade. Imagine se a Gi, nossa diretora de atendimento, não tivesse mandado seu currículo para fazer estágio na SPR porque achava as festas da SPR demais. Já parou para pensar que cada uma dessas decisões acabou gerando pontos de inflexões que mudaram completamente a vida dessas e de várias outras pessoas (eu incluso)? Dependendo do que você acredita, você pode chamar isso de destino, ou coincidências. Se for mais religioso, você pode acreditar que é a vontade de Deus. Eu, particularmente, gosto de pensar que é a materialização da aleatoriedade, do caos mesmo, que acabou se ramificando de uma decisão realmente poderosa que estava à nossa frente. Gosto de pensar que as decisões que tomo podem tomar direções que eu seria incapaz de imaginar.

Esse é o tema do livro do Flávio Augusto, “Ponto de Inflexão: uma decisão muda tudo”. O livro é quase uma biografia, mas o autor fez questão de destacar os momentos em que teve que tomar decisões que iriam influenciar profundamente a sua vida. Para quem não sabe, Flávio começou a vida por baixo, fundou uma das maiores redes de franquia de ensino de inglês no Brasil, a Wise Up, e também é o dono do time de futebol Orlando City, da Major League Soccer nos Estados Unidos. Com essa leitura, talvez você esteja mais preparado quando um ponto de inflexão acontecer na sua vida.

Guilherme Bueno

Planejamento

Mais sobre a SPR

TRABALHOS

CLIENTES

PRODUTOS

PALESTRAS

BLOG