Se você navega na internet, recentemente deve ter se deparado com esse nome: Casimiro Miguel.

Segundo sua página da Wikipédia, “Cazé” é jornalista, apresentador, comentarista esportivo, influenciador digital, humorista e YouTuber.

Devido à formação jornalística de Cazé, você vai encontrar muitas matérias sobre seu ofício em noticiários de esportes, como no canal SBT e no TNT Esportes. Porém, não foi nesses veículos que sua marca pessoal ganhou propulsão: Casimiro alcançou o feito por meio de uma plataforma não tão convencional para o público geral.

Sua caminhada para se tornar um “superstar” da internet iniciou há cerca de um ano, quando começou a fazer transmissões ao vivo na Twitch, plataforma de streaming de vídeos com uma ampla comunidade de seguidores.

A Twitch é uma rede social que tem por foco transmissões ao vivo, principalmente de gameplays (partidas de videogame). É nela que profissionais de esportes eletrônicos, influenciadores, entusiastas e fãs transmitem suas partidas.

Com um público médio de 31 milhões de usuários diários, o fator diferencial da plataforma é a atenção captada. Por exemplo, no ano passado, a plataforma revelou que, ao todo, foram assistidos 1,3 trilhão (acumulado) de minutos de lives.

Mas, afinal, por que essa rede social engaja tanto?

Em comparação com outras plataformas de vídeo, a Twitch tem uma dinâmica mais amigável para a sua comunidade, com transmissões ao vivo alinhadas a um sistema de chat que estabelece um canal direto com o seu influenciador preferido. Na Twitch, é natural ver a “estrela” do programa interagindo em tempo real com as mensagens do público.

Ao criar um ambiente fértil para a colaboração, a Twitch possibilita que o público seja um participante ativo na transmissão.

Com o sucesso e a expansão do modelo utilizado pela plataforma, obviamente, o cenário chamou atenção de outros grandes players e setores. Desde então, o formato tem se expandido e já não comporta apenas games, mas também esportes ao vivo, talk shows, música e até debates políticos.

Por exemplo, o rapper Marcelo D2, um dos principais artistas nacionais no gênero, é um dos nomes do mainstream do entretenimento que migraram para a Twitch para se tornarem influenciadores/criadores de conteúdo dentro da plataforma.

Quando pensamos em gravação de álbuns e músicas de artistas, imaginamos períodos reclusos dentro de estúdios compondo e polindo “a batida perfeita”.

É natural esperarmos meses, anos ou até décadas (Axl Rose demorou 11 anos para conseguir lançar “Chinese Democracy”, do Guns N’ Roses) para termos a oportunidade de ouvir uma música nova de nossa banda ou artista preferidos.

O novo álbum de D2, intitulado “Assim Tocam MEUS TAMBORES”, tomou um caminho completamente oposto. Por meio de lives feitas no conforto da sua casa e transmitidas na Twitch, D2 teve colaboração direta da comunidade, compartilhou insights, letras e batidas com seus fãs para gravar o que talvez seja o primeiro álbum de música transmídia e colaborativo da história. O trailer da gravação você pode conferir aqui.

 

O futuro da criatividade é colaborativo. E boa parte do sucesso recente de Casimiro se traduz pelo engajamento de sua base de fãs. Impulsionados pelo senso de comunidade e colaboração da plataforma (e pelo carisma de Cazé também, é claro), os fãs tornaram o garoto carioca basicamente um “Midas da internet”, ou seja: tudo que Casimiro toca explode em engajamento.

A marca Netflix, sempre atenta às tendências, aproveitou essa qualidade de Cazé para realizar uma ativação de divulgação do documentário “Neymar: O Caos Perfeito”, que conta a trajetória do atleta.

Casimiro, que é um declarado fã de Neymar, iniciou uma campanha no Twitter pedindo à Netflix o direito de transmitir episódios do documentário em seu canal:

“Por favor, Neymar pede para a Netflix liberar a série na live do pai… Pelo menos um episodiozinho…”

Casimiro Miguel

Rapidamente, seu público se engajou e, como um vírus, tomou a internet subindo a #NetflixLiberaOCaze, que inclusive culminou no apoio e compartilhamento da # pelo próprio Neymar.

O pedido foi atendido pela Netflix, e a pré-estreia do documentário foi realizada dentro do canal da Twitch de Casimiro, com 545.599 espectadores simultâneos assistindo e interagindo com o primeiro episódio junto ao influenciador. A live bateu o recorde brasileiro da plataforma.

São marcas que interagem entre si, públicos que interagem com as marcas.

E, então, vamos criar algo juntos?

Matheus Sesterhenn

Planejamento

Mais sobre a SPR

TRABALHOS

CLIENTES

PRODUTOS

PALESTRAS

BLOG